HOME
EMPRESA
SERVICOS
CLIENTES
PLANOS
BLOG
CONTATO

Semelhanças e diferenças entre consumidor online e offline

Home  >   Blog  >   Diferenças entre consumidor online e offline
Publicado em 06/05/2020

O comportamento do consumidor mudou bastante por conta da internet. E isso se deve a vários fatores, mas principalmente, por conta da informação.

Os consumidores estão mais atentos, exigentes e têm à disposição uma quantidade grande de empresas que podem oferecer o que precisam. Mas a internet trouxe muito mais do que um consumidor diferente.

O marketing digital representa, hoje, a principal maneira que as empresas têm para se comunicar com seu público-alvo. E não estar na internet pode desfavorecer o seu negócio.

A partir disso, a modalidade de compra online ganhou muito espaço, e hoje vem dominando o mercado. Atualmente, muita gente prefere fazer compras online, por conta das facilidades que esse formato oferece.

Produtos mais baratos ou difíceis de achar em uma loja física são algumas das razões. E também tem toda a prontidão de poder comprar quando e onde quiser.

Diferenças entre consumidor online e offline: mulher no sofá fazendo compras na Internet.

Mesmo assim, as lojas físicas vendem muito, ou seja, as compras offline ainda existem e são a maioria entre os consumidores.

Por isso, é importante que as marcas saibam trabalhar com esses dois públicos no que diz respeito ao marketing digital. Acompanhe a leitura deste artigo e entenda mais sobre essa temática.

Público online e offline – semelhanças e diferenças

Hoje em dia, com a internet imperando em quase tudo o que as pessoas fazem, é importante as empresas pensarem o que muda quando os consumidores compram online ou offline.

É importante dizer que as pessoas não mudam, mas sim os critérios de avaliação da decisão de compra. Por exemplo, na internet, a credibilidade de uma fabricante de cancela de estacionamento pesa muito mais do que na loja física.

Isso acontece porque, para comprar em uma loja virtual, o cliente precisa inserir dados, como informações do cartão de crédito e endereço, e o pagamento vem antes do produto.

Os consumidores online vão mais atrás dos seus objetivos, e seu comportamento depende das ferramentas que as lojas oferecem. Isso molda a decisão de compra e é o maior desafio das lojas online.

Também podemos avaliar a mudança entre eles com base na idade. Por exemplo, quem tem mais de 35 anos já era consumidor antes de existir a modalidade e-commerce. Portanto, a experiência de compra era diferente.

Já quem tem uma idade menor, sente mais facilidade na hora de comprar em lojas virtuais. Além disso, eles fazem uso de ferramentas que auxiliam a comparar preços, algo que os mais velhos não são tão adeptos.

Portanto, uma boa diferença entre os dois é que o consumidor online vai fazer a comparação do preço de aluguel de caçamba na internet ao invés de fazê-lo de modo offline.

Essas diferenças ocorreram pelo fato de que o e-commerce evoluiu a venda por catálogo, e a internet, juntamente com a informática, trouxeram ferramentas que facilitam o dia a dia dos consumidores.

Com certeza, em uma loja online, o consumidor não tem o mesmo contato prévio com o produto que teria em uma loja física.

E isso pode ser considerado como uma das principais diferenças entre esses dois públicos. Os consumidores offline são mais “difíceis” de convencer.

Mesmo assim, o que pode surgir como principal diferença entre esses dois tipos de consumidores são as ferramentas, mas o pensamento e os objetivos de ambos são os mesmos.

Por exemplo, uma consumidora offline entra numa loja física e escolhe vários modelos de vestido para experimentar. Já uma consumidora online visita vários sites e avalia vários modelos antes de comprar. A atitude é a mesma, o que muda é a fonte da compra.

Sendo assim, é importante que as empresas, sejam de roupas ou de Telha transparente, considerem o multicanal no marketing. Ou seja, tanto o online quanto o offline, pois ambos se complementam e são importantes para a comunicação com os consumidores.

O que é marketing online?

Marketing online é marketing digital, ou seja, usa a internet como veículo para seus anúncios e campanhas.

Mais do que isso, ele está focado em entender o consumidor e oferecer a ele soluções para o que precisa. Então, não se trata de vender a todo custo.

Com estratégias inteligentes, o marketing digital deixou os consumidores mais espertos e preparados para o consumo. Por meio dele, as pessoas podem comunicar-se facilmente com as empresas, obter informações sobre o que precisam, além de muitos outros benefícios.

Diferenças entre consumidor online e offline: jovem interagindo nas redes sociais.

Para se ter uma ideia da importância do marketing digital e sua abrangência, ele faz uso de estratégias como:

1 - Marketing de conteúdo

Hoje em dia, se alguém pesquisa por tenda 4x4, quer mais do que saber o preço, quer saber mais sobre o produto, entendê-lo e, principalmente, saber se a empresa que fornece é de confiança.

Para isso, as marcas trabalham o marketing de conteúdo, com materiais ricos, informativos e que agregam valor aos consumidores. Isso os amadurece para a compra e fortalece a imagem da empresa.

2 - SEO

O SEO facilita a vida dos consumidores e das marcas também. Isso porque ele reúne estratégias que permitem que um site seja facilmente encontrado na internet, além de ser focado em garantir uma boa experiência ao usuário.

Para isso, as empresas investem em uso de palavras-chave para produzir conteúdos que são publicados nas páginas, a fim de que, se o consumidor pesquisar por corrimão de vidro, encontre a página mais bem ranqueada dentre milhares que o Google dá como resposta de busca.

Os sites são responsivos, ou seja, podem ser acessados tanto de celulares, quanto de computadores.

Sites não responsivos não funcionam bem em celulares, e não é de agora que as pessoas têm acessado tudo por esse dispositivo móvel. Quem não usa, perde cliente e tráfego.

3 - Redes sociais

As redes sociais são parte do dia a dia das pessoas e das empresas. Marcas que não estão nessas plataformas, inexistem para o público. Inclusive hoje, elas são uma verdadeira extensão do atendimento ao cliente.

Essa interação estabelece um relacionamento importante entre empresa e cliente, uma vez que o consumidor online precisa confiar na marca para fechar negócio.

Portanto, está focado em impactar positivamente o consumidor.

Vantagens e desvantagens do marketing online

Dentre as principais vantagens do marketing digital, podemos citar:

  • Maior engajamento;
  • Mais autoridade da marca;
  • Ofertas personalizadas;
  • Aumento das vendas.

Dentre as principais desvantagens, podemos citar:

  • Ausência da TV;
  • Pode não atingir todos os públicos;
  • Consumidor não tem contato com o produto;
  • Menor poder de branding.

O que é marketing offline?

Marketing offline é o marketing tradicional, ou seja, uma propaganda na tv sobre persiana double vision, por exemplo. Ele é mais focado na venda em si, por isso, interrompe o consumidor por meio de propagandas no rádio, TV, panfletagem, etc.

Algumas de suas principais estratégias são outdoors, busdoor, jornais, revistas etc. São campanhas que surpreendem o consumidor enquanto ele realiza outras atividades.

Ao contrário do marketing digital, ele não foi “solicitado” pelo consumidor ou este não tem relação com a marca. Mas há um bombardeio de propagandas sobre determinado produto ou serviço.

Antigamente, quando o consumidor era mais passivo e não tinha acesso a tanta informação, era fácil convencê-lo por meio do marketing offline.

Diferenças entre consumidor online e offline: análise de desempenho.

Ele poderia sentir necessidade, a partir dessas campanhas, de comprar qualquer coisa, desde uma escova de cabelo, até uma demolição manual.

No entanto, com o surgimento da internet e uma quantidade de informações trazidas por ela a qualquer momento, o consumidor mudou e passou a consumir de outra maneira.

Vantagens e desvantagens do marketing offline

Mesmo assim, esse tipo de marketing continua importante e traz as seguintes vantagens:

  • Credibilidade das mídias tradicionais;
  • Alcance de público determinado;
  • Espaço em horários escolhidos;
  • Acesso ao público offline.

Porém, também tem suas desvantagens, e dentre elas podemos citar:

  • Pode ser visto como intrusivo;
  • Difícil de mensurar;
  • Propagandas mais caras;
  • Não permite interatividade.

Conclusão

Até que os consumidores sejam 100% online ainda vai levar um tempo. Sendo assim, até lá, as empresas precisam lidar com essa divisão, sejam fabricantes de brinquedos ou de elevador industrial.

Não importa, todas as marcas possuem públicos que compram on e offline e devem atender às suas demandas por meio do marketing digital ou do marketing tradicional.

O fato é que essas duas possibilidades ajudam a se comunicar com os consumidores de maneira rápida.

Enquanto um faz um trabalho mais orgânico, com um público mais moderno, o outro mantém a empresa presente entre aqueles consumidores mais conservadores.

Ambos são importantes para a receita das empresas e devem ser cultivados, pois mesmo no caso daqueles que preferem lojas físicas, eles também tem o acesso à internet na palma da mão.

Trabalhar a comunicação com o público online e offline faz com que as empresas estejam aptas para lidar com todos os tipos de consumidores e aumenta seu espaço no mercado.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.