Home
 
Serviços
 
Clientes
 
Blog
 
Downloads
 
Planos
 
Contato
Ícone de menu
Home
 
Serviços
 
Clientes
 
Blog
 
Downloads
 
Planos
 
Contato

Growth Hacking: O que é e como aplicá-lo na sua empresa


Talvez a palavra hacker te dê um certo medo, o que é totalmente compreensível. Acontece que de 2010 para cá muitas coisas mudaram, inclusive o entendimento e o significado de alguns termos no universo hi-tech em geral. E este foi um deles.

Ao contrário do que muita gente imagina, o termo Growth Hacking não tem nada a ver com roubo de dados ou invasão de contas, mas também não possui uma definição literal específica. Ele foi pensado por Sean Ellis, hoje empresário e dono do maior portal do mundo especializado no assunto.

Em 2010, o americano, na época executivo de marketing e mentor do Dropbox, precisava criar um termo que definisse um novo tipo de profissional que conduziria e daria gás ao potencial de crescimento acelerado que o mercado já exigia de startups e empresas em processo de evolução.

O growth hacker é o profissional que tem como foco o crescimento baseado em métricas. O posicionamento é importante? Apenas se comprovado que pode ser utilizado em um plano de crescimento sustentável.
Sean Ellis

Há também uma segunda persona entendida e precursora no assunto, Aaron Ginn, responsável pelo estouro mundial do Airbnb e hoje braço forte da poderosa Uber. Se Ellis fundamentou o termo, Aaron o popularizou graças ao case de sucesso da Airbnb, em que deixou claro ser possível obter rápido crescimento e expansão através de criatividade, métricas e curiosidade.

Growth Hacking e seu Funil

Dave McClure, mais um nome que figura o assunto, criou e nomeou o funil específico do Growth Hacking como Funil do Pirata. Termo curioso e fora do contexto, aparentemente, mas se observarmos, em inglês, as primeiras letras de cada estágio do funil vamos perceber que elas formam algo como AARRR, o que Dave assimilou a uma interjeição pirata.

É, ainda assim continuou bem confuso, mas vamos aos estágios do funil:

Aquisição (Acquisition)

Foco na entrega da primeira positiva experiência para o cliente.

Retenção (Retention)

Fase em que os clientes estão tão contentes que decidem continuar utilizando seu produto.

Receita (Revenue)

Aqui a empresa já consegue produzir faturamento por meio dos clientes.

Indicações (Referral)

Clientes convidam amigos e conhecidos para consumir produtos ou serviços da empresa.

Todas as fases do funil de Growth Hacking atuam da seguinte forma: se o cliente segue utilizando o produto ou serviço oferecido, ele manterá o pagamento. Inclusive, algumas indicações podem surgir antes do cliente prover receita para a empresa, o que é um feito grandioso no processo de trabalho de um Growth Hacker.

Bom, agora que já falamos sobre a origem e significado do termo, e você descobriu que é zero a relação dele com os conhecidos piratas da internet – exceto o funil, que graças ao McClure caiu coincidentemente na referência - veja alguns mitos e verdades sobre esta forte tendência em negócios e crescimento mercadológico.

O Growth Hacking pode ser feito off-line?

Sim. Quando Ray Croc percebeu, bem nos primórdios do Mc Donalds, que seria uma ótima ideia colocar filiais da rede ao final de cada extensa rodovia americana porque ao fim do trajeto era certo que acumulassem clientes famintos ou sedentos, ali ele já estava aplicando uma prática primitiva de Growth Hacking.

Da mesma forma temos as startups, que em sua maioria não dispõem de verba para campanhas de marketing e encontram no uso do famoso boca a boca meio de promoção e expansão acessível e barato. Com tudo devidamente pensado e planejado pelo Growth Hacker, vale lembrar, empresas como Uber saíram do status de serviço e se tornaram marcas consolidadas e reconhecidas a tal ponto de virarem referência. Você antes pedia um táxi. Hoje, pede um Uber. E qual é o serviço? Carro particular.

Todo especialista em marketing é um growth hacker?

Não necessariamente. Mesmo que os fins sejam parecidos para o profissional de marketing e para o Growth Hacker, existem algumas diferenças básicas entre os dois, sendo a principal que o marketeer não lida apenas com métricas e crescimento, mas também com branding, atendimento, planejamento, produção, etc.

Já no Growth Hacker há um foco, um norte específico que é o crescimento, e a partir dele buscar soluções e caminhos incomuns que o marketing, cheio de atribulações, não pode encontrar com a mesma precisão cirúrgica, apuro técnico e pesquisa provenientes do tal.

Existe Growth Hacker sem experiência?

Não. Assim como em qualquer atividade profissional, o Growth Hacker precisa trazer resultados concretos que façam jus às suas atividades, métricas, referências e planos de ação, não só para construir credibilidade, mas também para impactar o mercado de forma positiva, agregando cases de sucesso e uso de táticas efetivas em crescimento e expansão.

Tornar-se viral é uma estratégia poderosa do Growth Hacking?

Sim. Estratégias virais como a indicação de 10 amigos em troca de algum plus em determinado serviço que o consumidor usufrui são bem-vindas e contribuem para que a expansão de marca aconteça mais rápido do que se possa imaginar.

Vale lembrar que tornar-se viral não significa perder o foco do target que deseja alcançar, mas sim deixar que a autopromoção aconteça de forma natural aos olhos do consumidor e direcionada sob a óptica do Growth Hacker e empresa.

O Growth Hacking se aplica a qualquer negócio?

Sim. Você vai encontrar pessoas que insistem em elitizar a prática do Growth Hacking, porém, o que seria das startups sem ele, por exemplo? Graças ao growth que empresas como o Facebook elevaram o nível de suas funções e hoje atuam em diversas frentes de negócios. Então, nada impede que você conte com a competência de um Growth Hacker para expandir seu negócio e entender quais são as melhores formas de fazer com que ele chegue lá.

Viu só? Não tem nenhum mistério. O Growth Hacking é uma prática mercadológica que atua em diversas frentes, sempre com o objetivo-mor de alavancar negócios por meio de análise minuciosa de quais são os caminhos mais indicados, adequados e viáveis que farão com que eles cheguem num piscar de olhos ao crescimento desejado e que todas as empresas no mundo desejam alcançar.
Segundo um artigo publicado por Neil Patel sobre Growth Hacking, todas as empresas estão procurando por um Growth Hacker, pois todas desejam ver seus negócios se multiplicando rapidamente, o que vem gerando uma demanda absurda por este tipo de profissional.

Ficou interessado? Quer saber mais sobre o assunto e como ele pode fazer parte daquela alavancada que sua empresa ou projeto em expansão precisa? Então você está no lugar certo! Nós da Linking Sites atuamos fortemente em Growth Hacking e temos uma série de ferramentas, mecanismos e posicionamentos estratégicos específicos que certamente vão se encaixar como uma luva nas suas ambições empresariais e empreendedoras.

Vamos juntos nesse desafio e conquistar o quanto antes o mundo dos negócios?

Entre em contato agora com a Linking Sites e nos conte sua história.

Porque assim como o Growth Hacking, com a gente o seu sucesso é apenas questão de TEMPO!

Compartilhe com seus amigos:






Aumente suas oportunidades na Internet

Quer receber uma avaliação?

Somos especialistas em SEO e queremos fazer sua empresa aparecer na Internet.

Informe seu nome, email e site que realizaremos uma análise sem compromisso, indicando os principais pontos de atenção e melhorias.






Solicitar avaliação
'



Linking Sites
Todos os direitos reservados - Copyright © 2015 Linking Sites