HOME
EMPRESA
SERVICOS
CLIENTES
PLANOS
BLOG
CONTATO

O que é B2C e como trabalhar com esse modelo de vendas?

Home  >   Blog  >   O que é B2C e como trabalhar com esse modelo de vendas?
Publicado em 07/04/2021

B2C é uma sigla para “Business to Consumer”, sendo que o seu público-alvo é o consumidor final. É importante definir os empreendimentos dessa maneira porque cada um tem suas próprias particularidades e objetivos.

Existem negócios que oferecem soluções para outras organizações, por exemplo, uma desenvolvedora de software, mas também existem outros que vendem roupas, como tantas lojas que vemos por aí.

Em vista disso, já começamos a compreender que a proposta de venda dessas marcas é diferente, visto que o próprio modelo de negócio é distinto.

Existem empresas com foco no consumidor final, então, elas oferecem soluções para pessoas físicas, clientes comuns que procuram soluções para o seu dia a dia, para presentear alguém, dentre outras necessidades.

O que é B2C e como trabalhar com esse modelo de vendas: aperto de mãos entre dois homens.

Essas são as empresas B2C, e elas precisam trabalhar sua abordagem de venda de uma maneira diferente. Só que para isso é necessário entender os conceitos que as envolvem.

Isso também ajuda a melhorar o relacionamento com os clientes e entrega mais valor para o público-alvo. Pensando nisso, neste artigo, vamos explicar o conceito de B2C, suas vantagens e dar dicas para trabalhar suas vendas.

Primeiro: o que é B2C?

Business to Consumer é um modelo de negócio que tem como público-alvo o consumidor final, portanto, uma pessoa física. Dentre os exemplos clássicos desse tipo de empresa, temos:

  • Lojas de móveis;
  • Lojas de roupas e sapatos;
  • Supermercados;
  • Salões de beleza;
  • Agências de viagem.

Se pararmos para pensar, existe uma vasta gama de empresas com foco no consumidor final e não nas outras organizações.

A diferença para o B2B

O segundo caso diz respeito a empresas B2B (Business to Business), ou seja, marcas que oferecem soluções para companhias dos mais variados segmentos.

Um exemplo disso é uma empresa de limpeza terceirizada, que oferece seus serviços para limpeza, organização e higienização de espaços comerciais.

Entender a diferença entre esses dois grupos é muito importante, afinal, eles dependem de estratégias de marketing distintas.

O consumidor final, por exemplo, está mais atento a tudo o que lhe atende no dia a dia, como promoções, estética, solução de um problema e proposta de valor.

Por outro lado, o público-alvo B2B está em busca de aspectos duráveis, como mais eficiência e boa experiência em relação a determinado produto ou serviço.

O público B2C é mais ligado a sentimentos e emoções que uma marca consegue despertar, enquanto o B2B é mais racional.

Os objetivos e necessidades também se distinguem. Por exemplo, um cliente que compra um armário de cozinha não tem os mesmos objetivos e necessidades daquele que está contratando serviços de contabilidade.

Ter essas informações em mente e entender as diferenças é fundamental para trabalhar as estratégias de marketing. Mas antes de falar sobre isso, vamos mostrar os benefícios dos negócios B2C.

Vantagens de uma empresa B2C

Escolher o público B2C traz inúmeras vantagens para quem deseja empreender. Mas quem já tem seu próprio negócio, precisa entender em qual conceito ele se encaixa. É dessa forma que se torna possível desenvolver estratégias eficientes e que aumentem as conversões.

Uma das vantagens desse tipo de empresa é a obtenção de feedback contínuo e instantâneo, ao contrário do B2B que pode levar mais tempo para coletar essas informações em relação ao seu produto ou serviço.

Uma empresa de consorcio de veiculos contemplados, por exemplo, possui uma troca de experiência muito mais rápida, o que permite que ela melhore os aspectos que precisa.

É necessário que essas organizações trabalhem com canais que promovam o relacionamento com o cliente, como as redes sociais. Elas são ótimas para estabelecer um diálogo positivo com o consumidor.

O que é B2C e como trabalhar com esse modelo de vendas: pessoa acessando redes sociais pelo celular.

A experiência do cliente é outra vantagem para o B2C, visto que ela pode se tornar mais humanizada e trabalhar a personalização de todo o processo de venda, algo muito valorizado pelo consumidor moderno.

Pequenas atitudes, como chamar o cliente pelo nome, mostrar que ele é ouvido, compreender suas necessidades e oferecer soluções adequadas o tornam muito mais satisfeito.

Outras vantagens que também se destacam é que o processo de vendas é simplificado, existe motivação emocional para a compra, a frequência de aquisição é maior e o mercado é mais amplo.

Agora que você já conhece as vantagens desse modelo de negócio, no próximo tópico, vamos dar algumas dicas importantes para vender mais.

Dicas para trabalhar as vendas B2C

Se você presta serviços de tradução técnica, por exemplo, para pessoa física ou possui qualquer outro tipo de empresa B2C, precisa trabalhar estratégias de vendas adequadas a esse público, sendo que algumas das melhores ações são:

Ter um bom suporte

Toda empresa precisa ter um bom suporte para que o cliente possa tirar suas dúvidas em relação a um produto, antes ou depois da compra, e esse canal deve ser aberto e eficiente.

Um questionamento, quando mal resolvido, acaba por gerar um cliente que vai falar mal da sua marca, então, o suporte entra em ação como a base das suas vendas.

Conhecer o cliente

É comum acreditar que conhece o cliente, até que em determinado momento ele age de forma inesperada. É preciso ter em mente que as pessoas são diferentes e não podemos prever todas as suas ações e reações.

Portanto, um distribuidor de etiqueta adesiva, por exemplo, deve se adiantar sobre as características de quem entra em contato diariamente com seus serviços.

Só que além de compreender quem é o seu público-alvo, é necessário se aprofundar nele para criar a sua persona, veja mais detalhes no tópico a seguir.

Desenvolver a persona do negócio

O foco de um negócio B2C é o consumidor final, então, é necessário oferecer a melhor experiência e fazer com que ela se encaixe nas particularidades de quem possa se interessar pelas soluções.

É aqui que entra a necessidade de criar uma persona, um personagem semi-fictício do seu cliente ideal, composto por dados como:

  • Valores;
  • Dados demográficos;
  • Desafios;
  • Motivações;
  • Dores;
  • Necessidades;
  • Objetivos.

Quanto mais detalhada for a sua persona, melhores e mais assertivas serão as estratégias de marketing e vendas do seu negócio.

Conhecer os produtos oferecidos

As empresas de contabilidade conhecem muito bem o serviço que oferecem, e você precisa fazer a mesma coisa. Mesmo sendo uma necessidade óbvia, existem pessoas que não conhecem a fundo aquilo que estão tentando vender.

É necessário conhecer o seu produto, suas funcionalidades, vantagens e custos para que as vendas B2C tenham sucesso. É dessa forma que se torna possível contornar objeções e usar os argumentos certos.

Para não perder oportunidades, as marcas precisam estudar aquilo que vendem, ademais, a equipe de vendedores precisa estar bem treinada para responder a qualquer dúvida do cliente em relação à solução.

Desenvolver uma boa estratégia de marketing

Agora que você já possui suporte, conhece o seu cliente, criou a sua persona e estudou o seu produto, está pronto para investir em boas estratégias de marketing.

É com base na persona que você sabe os canais que seu público usa para se informar, suas redes sociais preferidas, prioridades de compra e quais são suas dores e dúvidas no momento da aquisição.

Uma empresa de dedetização, por exemplo, pode trabalhar com canais de divulgação comuns, como propaganda paga, panfletagem e ações dentro do seu estabelecimento. Contudo, as estratégias de conteúdo também entram na lista de prioridades.

O consumidor moderno mudou muito o seu comportamento, sendo assim, as ferramentas de conversão que usávamos antes não servem mais. Exemplo disso é o aumento da venda pela internet.

O marketing de conteúdo precisa andar junto com as suas estratégias de vendas, dessa forma, o negócio consegue conquistar a pessoa certa e no momento mais oportuno.

As marcas não interrompem mais os consumidores para oferecer suas soluções, tendo em vista que hoje em dia é necessário investir em conteúdos relevantes que façam sentido para o público-alvo.

Uma empresa de limpeza piso, por exemplo, desenha a jornada de compra de sua persona e com isso consegue inserir as informações para nutri-la, até que se sinta interessada em adquirir o produto ou serviço.

Conclusão

O consumidor moderno não aceita mais aquela relação de consumo passiva, em que basta a marca oferecer um produto na TV para ele se convencer. A internet mudou a vida das pessoas e possibilitou que elas tivessem acesso à informação de maneira fácil e ágil.

Frente a isso, os negócios B2C precisaram inovar e acompanhar essa tendência que hoje se tornou padrão nas relações de compra e venda.

É exatamente por isso que, neste artigo, procuramos mostrar quais são as melhores estratégias para você trabalhar as vendas B2C e conquistar bons resultados.

Por meio delas, além de aumentar as suas vendas, é possível levar uma proposta de valor para os consumidores e se posicionar de maneira positiva no mercado.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.